Site Logo
ISSN (Impresso) 1679-4435 - ISSN Online 2447-0147
525
Visualizações
Acesso aberto Revisado por Pares
REVISÕES SISTEMÁTICAS E METANÁLISE

Riscos ocupacionais em trabalhadores da limpeza urbana no Brasil: uma revisão sistemática da literatura

Occupational hazards of Brazilian solid waste workers: a systematic literature review

Miguel Henrique Pereira-de-Paiva1,3; Maria da Conceição Calassa-Albuquerque1; Emily Elizabeth Latham3; Cleanto Furtado-Bezerra2; Anderson da-Silva-Sousa4; Liege Cunha-e-Silva-de-Araújo1; Mayara Rafaela dos-Reis1; Rogério Ferreira-Luz5

DOI: 10.5327/Z1679443520170056

RESUMO

CONTEXTO: No Brasil, os profissionais de limpeza urbana desempenham um papel importante em um contexto em que a produção de lixo no país aumenta consideravelmente a cada ano. No entanto, esse trabalho expõe tais trabalhadores a vários riscos ocupacionais, sendo essa questão pouco discutida na literatura.
OBJETIVO: Identificar os riscos ocupacionais aos quais esses trabalhadores estão expostos e fatores associados à sua minimização.
MÉTODOS:
Realizou-se uma revisão sistemática da literatura utilizando as bases de dados Scientific Scielo, Literatura Latino-Americana e do Caribe em Ciências da Saúde (LILACS) e PubMed. A literatura cinza também foi consultada através do Google Scholar e incluiu estudos publicados em um recorte de dez anos (2006-2016) em português, inglês e espanhol.
RESULTADOS:
Doze estudos foram identificados e seus resultados mostraram que os trabalhadores de resíduos estão expostos a riscos biológicos, de acidentes, químicos, ergonômicos, físicos e psicossociais. Os riscos diminuem com a aderência a Equipamentos de Proteção Individual e orientação aos trabalhadores, empregadores e população.
CONCLUSÃO: Dada a escassez de estudos neste campo, há a necessidade de mais pesquisas baseadas em evidências que possam servir de subsídio para o desenvolvimento e implementação de políticas públicas de saúde visando a redução dos riscos ocupacionais no grupo estudado.

Palavras-chave: resíduos sólidos; riscos ocupacionais; saúde pública; saúde do trabalhador.

ABSTRACT

BACKGROUND: In Brazil, urban cleaning professionals play an important role within a context characterized by annual increase of the garbage production. However, the job exposes such workers to various occupational hazards, an issue little discussed in the literature.
OBJECTIVE:
To identify occupational hazards to which Brazilian solid workers are exposed, as well as factors associated with their minimization.
METHODS:
A systematic review of the literature was performed in databases Scientific Electronic Library Online (SciELO), Latin American and Caribbean Literature in Health Sciences (LILACS), and PubMed. Gray literature was also searched through Google Scholar and included studies published along a ten-year period (2006-2016) in Portuguese, English, and Spanish.
RESULTS: Twelve studies were located; the results showed that waste workers were exposed to biological, accidental, chemical, ergonomic, physical, and psychosocial risks. The risks declined with adherence to use of personal protective equipment and guidance for workers, employers, and population.
CONCLUSIONS:
Given the few studies in this field, more evidence-based research is necessary to serve as grounds for the development and implementation of public health policies aiming at reducing occupational risks among the studied population.

Keywords: solid waste; occupational risks; public health; occupational health.


O CONTEÚDO DESTE ARTIGO NÃO ESTÁ DISPONÍVEL PARA ESTE IDIOMA.


Indexadores

Todos os Direitos Reservados © Revista Brasileira de Medicina do Trabalho